Sua vida ainda mais completa!

  • Qual é sua Tribo?

    Segundo o dicionário, se define como um grupo étnico ligado pela língua, costumes, tradições, instituições e que vive em comunicades, sob um ou mais chefes. A tribo, vamos dizer assim, moderna e urbana também

    Leiam mais...
  • Jogos Xbox 360

    Todos os jogos que serão lançados este ano ! Confira . . ..

    Leiam mais...
  • Tipos de Beijos

    Aqui você encontra algumas dicas, mas lembre-se que cada pessoa beija de um jeito e cada beijo tem o seu encanto especial. Você não precisa seguir as dicas como segue uma receita de bolo, o melhor mesmo é se

    Leiam mais...

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Gravidez na Adolescência

Gravidez na adolescência, família, 
contracepção, abandono escolar
A gravidez na adolescência é um papo muito sério, tem causado implicações sérias por ser um período de transformações que acaba atingindo a adolescente e seus 
Resultado de imagem para gravidezadolescência
projetos sociais como um todo, e se apresenta como um fenômeno que vem sendo discutido a cada ano no Brasil. Meninos e meninas na hora "h" lembrem-se de usar camisinhas, masculina ou feminina.

Resultado de imagem para transição da infância para adolescência

A adolescência é o período em que ocorre a transição da passagem da infância para a vida adulta.

Resultado de imagem para A Organização Mundial de Saúde (OMS)

A Organização Mundial de Saúde (OMS) delimita a adolescência como a segunda década de vida, ou seja, dos 10 aos 19 anos. 
Resultado de imagem para gravidezadolescência
Neste período ocorrem transformações biológicas, psicológicas e sociais relacionadas ao crescimento físico, maturação sexual, aquisição da capacidade de reprodução que permitem o desenvolvimento de uma identidade adulta inserida no meio social.
Imagem relacionada
Hoje vê-se o exercício da sexualidade começando cada vez mais cedo, impulsionado pela imposição social que leva crianças a adolescerem precocemente. 
Resultado de imagem para gravidezadolescência
A iniciação da atividade sexual pode gerar grandes consequências, uma delas é a gravidez indesejada que leva adolescentes a ingressarem na vida adulta rapidamente mesmo não estando preparadas psicologicamente, levando a jovem a mudar completamente seu modo de vida. 
Resultado de imagem para gravidezadolescência
Então gente nada de fazer as coisas sem pensar, mesmo porque se for menor de idade já viu, vira estatística da gravidez na adolescência. 
Resultado de imagem para gravidezadolescência
Aguardar o tempo certo e a maioridade já é um passo, mas mesmo assim, saiba com quem irá sair, lembrem-se quem vê cara não AIDS e nenhuma das DSTs, além da gravidez, então cuide-se. 
Resultado de imagem para gravidezadolescência
Fica a dica: A gravidez na adolescência é considerada uma gravidez de risco pois o corpo da menina ainda não está completamente formado.

By Rafa Bitencourt

Redes Sociais

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Barba - Técnica da Camuflagem

Quando você percebe que sua barba está entre o escuro e o grisalho, parece que algo está descompassado no seu visual. Seja curta, longa, loira, morena ou ruiva, a nova tendência masculina é a barba e a técnica da camuflagem.
Os estilos, lenhador e viajante, é a fonte de inspiração, traz muitas influências rústicas como barbas grandes e camisas de flanela, e a mochila ou machado dá um toque especial na composição, mas a matéria é sobre a barba, ela ganha cada vez mais adeptos e não deixa de estar na moda, com a técnica da camuflagem.
Alguns famosos adotaram esse visual, como Bruno Gagliasso, Reynaldo Gianecchini, Cauã Reymond, Alexandre Nero, entre outros. 
Existem os profissionais de barbearias especializadas que desenvolve procedimentos de camuflagem para disfarçar a ausência dos pelos no queixo ao mesmo tempo deixar a aparência mais homogênea entre em o cabelo e a barba. 


A camuflagem vem para tornar os grisalhos que aparecem primeiro na barba e não no cabelo, mai bonito. “Eles não gostavam da diferença porque os amigos ficavam brincando, dizendo que eles tinham pitado o cabelo”, disse Adriano Alonso Dias.


O profissional aconselha investir na camuflagem, pois a técnica confere efeito sombreado disfarçando a marcação entre os pelos naturais e brancos. O efeito chega a dura cerca de 15 dias, e deve ser refeito e assim a cada 15 dias.


Além da questão estética, a barba pode representar para o homem- a maturidade, agressividade e a virilidade. Esse ar mais másculo agrada as mulheres e os deixam ainda mais confiantes.

A camuflagem é o conjunto de técnicas e métodos que permitem a um dado organismo ou objeto permanecer indistinto do ambiente que o cerca. No caso disfarçar a cor da barba original e camuflá-la com a cor igual aos do cabelos, ou ainda deixá-la mais escura e os cabelos até mesmo em outra tonalidade. o importante é o cliente gostar do resultado final e ser feliz.



By Adriano Alonso Dias

Redes Sociais

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Beleza Masculina - Barbeiros - UMA VIAGEM PELO TEMPO


BARBEIRO



UMA VIAGEM PELO TEMPO - DÉCADA DE 30
O DANDY ELEGANTE


Curto, elegante e liso, na década de 1930 o cabelo dos homens tinha um risco definido que conferia um look distinto. A nuca e os lados tendiam a ser muito curtos, com mais comprimento em cima. Colossal!


DÉCADA DE 40: O VAIDOSO
Os homens começaram a deixar crescer um pouco mais o cabelo e alisaram-no até à ponta – por vezes com uma onda muito ligeira. O risco lateral, tal como nos anos 30, continuou a ser uma característica marcante dos estilos da época.

DÉCADA DE 50: GRANDES CARACÓIS
A influência de estrelas de cinema como Elvis Presley e James Dean marcou um ponto de viragem nos estilos de cabelo. O look «rebelde» envolvia um grande caracol – quanto maior fosse, mais mau serias! – com patilhas cada vez mais compridas. Ao contrário de interpretações mais recentes do caracol, o original dos anos 50 era sempre certo e liso.

DÉCADA DE 60: TRUNFAS BRITPOP
Os Beatles epitomizaram não apenas o som dos anos 60 mas também o estilo de cabelo. O cabelo passou a ser mais comprido e puxado para a frente no que ficou conhecido como «corte à Beatle». Caía sobre as orelhas e colarinhos e tinha uma grande franja. O estilo tornou-se tão popular que os fabricantes de brinquedos da época começaram a produzir «Cabeleiras Beatle».

DÉCADA DE 70: CABELO HIPPIE
Os homens começaram a tornar-se um pouco mais experimentais, deixando o cabelo crescer em estilos mais compridos e desgrenhados, com muitas camadas. Na «época hippie» quase tudo se tornou aceitável em termos de cabelos. Isto explica o súbito aparecimento da infame «mullet».

DÉCADA DE 80: NEW WAVE
Durante os anos 80 surgiram inúmeros estilos de cabelo e todos precisavam de muita manutenção. Quer fossem Punk ou New Romantic, os homens começaram a recorrer a produtos especiais de styling para conseguirem looks mais extremos.

DÉCADA DE 90: GRUNGE & PÊRA
Depois dos looks andróginos dos anos 80, na década de 1990 os homens começaram a adoptar estilos mais tradicionais e tipicamente masculinos. O cabelo era curto dos lados mas com um pouco mais de comprimento em cima para poder ser penteado num estilo grunge «acabado de sair da cama».

ANOS 2000: ESTILOS INOVADORES & FAUXHAWKS
O «faux-hawk» foi uma das tendências mais inesperadas que surgiram na primeira década do século XXI. Era curto dos lados e ligeiramente mais comprido em cima, por isso podia ser penteado num mini mohawk. Em alternativa, os homens deixavam crescer mais o cabelo e deixavam-no cair sobre as orelhas para um look mais natural e desestruturado. 

CLASSIC SLEEK

Suave e brilhante, este estilo requer cabelo liso e em bom estado e, sim, alguma técnica de styling para conseguir "aquele" look perfeito. O «Classic Sleek» é inspirado nos cortes curtos e elegantes dos anos 30, mas tem um toque atual que o torna tão moderno como prático.
Como conseguir o look:

1. Começa por secar o cabelo com uma toalha antes de aplicar uma quantidade generosa de produto no cabelo úmido. Um gel “efeito molhado” é absolutamente essencial para conseguir o brilho, definição e precisão necessários para este look.

2. Trabalha o gel uniformemente e separa o cabelo por partes.
3. Faz um risco lateral baixo. Nota que o risco é «suave» e não deve revelar o couro cabeludo.
4. Se o cabelo perder a forma enquanto seca naturalmente, aplica um pouco de água e penteia novamente.


TAILORED CHIC

Uma homenagem aos cortes com poupa, populares em Nova Iorque durante os anos 50 e 60, este estilo tem um caracol de cabelo sobre a testa alisado para trás de um lado. Profundamente masculino, o cabelo é elegante, brilhante e penteado junto ao couro cabeludo.

Como conseguir este look:
1. Seca o cabelo com uma toalha para remover a água em excesso antes de aplicar uma camada uniforme de gel, desde as raízes até às pontas e da frente para trás.
2. Penteia os lados do cabelo junto à cabeça e em cima para trás.
3. Finaliza passando a frente para um lado para revelar a testa e deixa o cabelo secar naturalmente.
4. O cabelo deverá manter a fixação o dia inteiro, mas havendo muitos cabelos espetados alisa-os com mais um pouco de produto.


FRENCH SLICK

Este look com muito volume é maduro, suave e adequado para quase todas as ocasiões. O cabelo é cortado com um método de escadeado à volta das orelhas, conferindo um formato elegante e esculpido que é acentuado com os produtos de styling certos.

Como conseguir este look:
1. Aplica gel no cabelo limpo e molhado e distribui o produto com um pente de dentes largos.
2. Empurra o cabelo para cima e para o lado, usando o pente.
3. Se o cabelo começar a parecer-se mais com um capacete enquanto seca, passa os dedos pela parte de cima para o quebrar um pouco e redefine o risco lateral.


REBEL AFFAIR

Consegues dizer EXTREMO? Este look representa “rebelde dos anos 50” encontra «acabado de levantar da cama» dos anos 90. O cabelo está levantado nas pontas, parecendo que acabou de atravessar um túnel de vento. Provavelmente não é o mais adequado para o escritório, mas podes ter a certeza de que vai fazer voltar cabeças na noite. E sim, este estilo precisa de atitude e uma certa "pose" para ser verdadeiramente convincente.

Como conseguir o look:
1. Aplica gel no cabelo molhado e penteia-o uniformemente.
2. Levanta o cabelo e afasta-o do rosto enquanto usas um secador para ajudar a fixar o produto. Nota que todo o apoio tem de vir da raiz, por isso certifica-te de que aplicaste produto suficiente!
3. Deixa o cimo do cabelo secar naturalmente para conseguir uma textura mais rebelde.


WEST SIDE BOY

Uma versão estilizada do caracol sobre a cabeça de Elvis, este look masculino e rebelde está de volta em força. Os lados são praticamente quadrados, com comprimento suficiente no cimo para o caracol definido. Esta tendência tem tudo a ver com um look "cool" e descontraído.

Como conseguir o look:
1. Aplica gel directamente no cabelo húmido e distribui-o uniformemente.
2. Alisa os lados para trás e penteia a frente para cima.
3. Para criar mais volume, espera que o gel seque um pouco (ainda deve estar ligeiramente pegajoso) e depois dá mais altura ao caracol.


CASUAL SUAVE

Um styling relativamente simples, sem risco definido, e no entanto um look sofisticado que transborda charme sem esforço. Há um toque de Gregory Peck neste estilo, com os seus ângulos esculpidos e masculinos.

Como conseguir este look:
1. Aplica quantidades generosas de gel no cabelo húmido para conseguir um acabamento verdadeiramente esculpido.
2. Lembra-te de que o gel faz o cabelo parecer mais escuro; não te esqueças de aplicá-lo também na parte de trás da cabeça!
3. Penteia o cabelo junto à cabeça a partir da coroa e para baixo dos lados, antes de levantar a frente para cima e para o lado. Simples.


TEDDY BOY

Também conhecido como “Rockabilly Quiff”, esta referência ao movimento britânico dos anos 50 é tão moderna como na altura. Precisarás de um corte com muita textura e uma franja comprida para conseguir aquele caracol desestruturado e despenteado. Uma curva ligeira acrescentará um ar de rock n’roll.

Como conseguir o look:
1. Aplica gel o mais uniformemente possível no cabelo molhado.
2. Pentear ou escovar só tirará a sua estrutura natural, por isso usa as pontas dos dedos para "puxar", "pentear" e modelar o styling pretendido.
3. Deixa secar naturalmente


THE NEW MOD

Ao contrário do corte «mod» do passado, esta variação do estilo Britpop dos anos 60 é mais estruturada e lisa. Nunca passa por cima das orelhas nem bate no colarinho. O cabelo é mais fino na coroa, tornando-se mais pesado e mais escadeado perto da franja, que cobre a maior parte da testa.

Como conseguir o look:
1. Seca o cabelo com uma toalha até ficar húmido antes de usares o secador e uma escova larga para obter um acabamento liso.
2. Esfrega uma pequena quantidade de gel nas palmas das mãos e distribui-o uniformemente pelo cabelo, usando os dedos como um pente para ajudar a separar madeixas e acrescentar textura.
3. Este look precisa de muito movimento, por isso não fixes o estilo colocando demasiado produto no cabelo.


By Adriano Alonso Dias

Redes Sociais


quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

O que usar na virada?

Normalmente dizem que nos homens colocamos um bermuda e uma camisa e um chinelo de dedo, tudo branco e estamos prontos para a virada, concordo em partes, diria que na realidade é um look super básico. E você o que usará na virada?
Resultado de imagem para famosos homens na virada do ano
Um boa variação de todo esse branco e usar peças coloridas, como no caso acima bermuda branca, camiseta azul estampada  com camisa sobreposta no mesmo tom só que lisa e uma sandália masculina marrom.
Seguindo essa linha do branco, nós ainda somos os mesmos, somos resistentes ao colorido. Que seja branco então, com as mais diversas variações. Calça branco dobrada na canela, como na foto, porém pode-se dobrar um pouco mais acima, o chinelo pode ser da cor que você quiser para quebrar o branco ou uma camiseta azul ou amarela, também ficariam ótimas nesse look.
Outra questão é a bermuda, quanto a ela, a única questão é não usar aquela bermuda dois ou quatro número acima do seu, bermuda balaio, não fica bem. Bermuda tem que ser quase justa para dar um caimento melhor e compor o look de uma forma harmoniosa. Ela aceita qualquer tipo de camiseta, polo, cola V, gola reta até gola canoa, fica muito bom o look e também pode ser de qualquer cor desde que sejam claras.


Prolongando o final de ano entrando nas férias, quem sabe você não arruma um amor de verão?


By Evelyn Funari

Redes Sociais

sábado, 11 de junho de 2016

A Barba




História da Barba

O costume de preservar ou retirar os pelos da face, mais do que indicar um hábito corriqueiro, abre caminhos para que compreendamos traços de diferentes culturas espalhadas ao redor do globo. Por volta de 30 mil anos atrás, os nossos ancestrais descobriram ser possível remover a barba com o uso de lascas de pedra afiada. De fato, desde o Paleolítico vários indícios comprovam que o homem pré-histórico vivia cercado de determinados hábitos de higiene e vaidade.
No Egito Antigo, os pelos do corpo eram costumeiramente usados para diferenciar os membros da sociedade egípcia. Os membros mais abastados da nobreza, por exemplo, cultivavam a barba como um sinal de seu status. No entanto, a falta da mesma não indicava necessariamente algum tipo de demérito. A classe sacerdotal optava por uma total depilação de seus pelos. De acordo com estudiosos, o hábito sacerdotal indicava o distanciamento do mundo e dos animais.
Entre os gregos o uso da barba era bastante comum. Prova disso é que muitas das imagens que representavam os famosos filósofos gregos eram sempre acompanhadas de uma farta rama de pelos. Entretanto, durante a dominação macedônica essa tradição grega foi severamente proibida pelo rei Alexandre, O Grande. Segundo o famoso líder político e militar, a manutenção da barba poderia trazer desvantagens aos seus soldados durante um confronto direto.
Na civilização romana a barba integrava um importante ritual de passagem. Todos os rapazes, antes de alcançarem a puberdade, não poderiam cortar nenhum fio de cabelo ou barba. Quando atingiam o momento de passagem entre a infância e a juventude, raspavam todos os pelos do corpo e os ofereciam aos deuses. Os senadores costumavam preservar a barba como símbolo de seu status político. Nessa mesma sociedade surgiram os primeiros cremes de barbear, produzidos através do óleo de oliva.
Durante a Idade Média, a barba sinalizou a separação ocorrida na Igreja Cristã com a realização do Cisma do Oriente. Muitos dos clérigos católicos eram aconselhados a fazerem a barba para que não parecessem com os integrantes da igreja ortodoxa ou até mesmo com os costumeiramente barbudos judeus ou muçulmanos. Além disso, o uso dos bigodes gerava bastante polêmica entre os cristãos medievais, pois estes eram ostentados pelas levas de germânicos que invadiam o decadente Império Romano.
Com o desenvolvimento comercial e o grande número de invenções que marcaram o mundo moderno, a barba começou a indicar um traço da vaidade masculina. Talvez em conseqüência desse fenômeno, o francês Jean-Jacques Perret, em 1770, criou um modelo de navalha mais seguro para barbear. No século seguinte a famosa navalha em “T” foi inventada pelos irmãos americanos Kampfe.

O grande salto na “tecnologia peluginosa” foi dado por um vendedor chamado King Camp Gillette. Utilizando aguçada inventividade, o então caixeiro viajante percebeu a possibilidade de adotar lâminas descartáveis para os barbeadores. Com o auxílio de Willian Nickerson (engenheiro do Instituto de Tecnologia de Massachusetts), criou uma nova marca de lâminas e barbeadores que ainda é largamente utilizada por homens e mulheres de várias partes do planeta.

Durante o século XX, o rosto lisinho virou sinônimo de civilidade e higiene. Muitas empresas e instituições governamentais não admitiam a presença de barbudos em seus quadros. No entanto, entre as décadas de 1970 e 1980, cavanhaques e bigodes começaram a virar uma febre entre os homossexuais norte-americanos. Esse novo dado se instituiu na cultura gay do final do século XX e teve como um dos seus maiores representantes o cantor Freddie Mercury.
Nos dias de hoje, a barba se associa aos temíveis terroristas do Islã ou a pessoas com um visual mais alternativo. Mesmo não indicando obrigatoriamente um determinado comportamento ou opção, a barba nos revela como as diferentes culturas salientam seus valores de unidade e diferença por meio dos mais “insignificantes” dados. O corpo (e a barba) se transforma em uma verdadeira via de expressão do indivíduo.
A moda dos barbudos  não durou por muito tempo e em 1880,  as barbas começaram a ficar mais curtas. Costeletas e bigodes continuaram em uso. Foi também em 1880 que os irmãos Kampfe, inventaram o aparelho de barbear em forma de “T”. Invenção popularizada por King Camp Gillete em parceria com William Nickerson. Os dois desenvolveram o aparelho de barbear com lâminas descartáveis que chegou ao público em 1903.  Em 1903, o jornal Chicago Cronicle publicou um artigo especulando que a barba podia abrigar “200 mil micróbios”.  O uso da barba já havia declinado vertiginosamente  desde 1880 e  a popularização da lâmina de barbear e das publicações pseudo científicas contra o uso da barba contribuíram ainda mais para o não uso da barba; Até 1920 a maioria dos homens optou por usar apenas o bigode.
O bigode representou um símbolo de honra. Os bigodudos eram vistos como homens capazes de desenvolver qualquer função que lhes fosse conferida, pois um homem de bigode passava a imagem de segurança, independência e sucesso. A imagem de sofisticação foi tão difundida que até 1910 o uso de bigode na França era vetado aos profissionais considerados inferiores – ambulantes, cocheiros e trabalhadores domésticos. De 1920 a 1960 , não houve uma grande mudança no visual masculino. A barba entrou em desuso pela maioria dos homens e o uso de bigode, costeleta ou rosto liso tornou-se a preferência masculina.
Na década de 90, mais uma retomada ao visual cara limpa. A imagem do homem jovem e bem-sucedido nos negócios, estava diretamente ligada a barba feita. Mais uma vez, a barba foi associada ao descuido, a falta de vaidade e até ao desemprego.
De acordo com o New York Times, o retorno ao  uso da barba começou a crescer por volta dos anos 2000 e foi tornando-se mais popular a medida que homens famosos e influentes adotaram  o visual. A moda do retorno as barbas é tão notável que o fotógrafo britânico Jonathan Daniel Pryce andou pelas ruas registrando o crescente número de barbudos.  O registro deu origem ao 100 beards que posteriormente virou livro.
Além do retorno ao uso da barba, podemos observar também , ainda que de maneira mais tímida (no Brasil pelo menos), o retorno do bigode. Talvez o uso do bigode seja mais tímido devido ao seu visual mais incomum (mesmo com quase três décadas de uso constante). Vale lembrar que em 2006, nos EUA foi criado o American Mustache Institute para defender e apoiar entre outros assuntos, o retorno ao uso do bigode.
Desde que o homem descobriu ser possível retirar os pelos faciais e alterar desse modo sua imagem, a barba teve ao longo da história significados diversos  e controversos. Símbolo de status, intelectualidade e honra ou de desleixo, mau-gosto e insanidade; sempre que buscou-se uma exaltação dos valores associados à masculinidade, barba e bigode estiveram presentes na estética adotada e no imaginário coletivo, o que talvez possa explicar o notável retorno masculino ao uso destes. E se não forem esses os motivos dessa mudança masculina, o fato é que barba e bigode, assim como cabelo, viraram mais uma maneira encontrada pelos homens para expressar através do visual, seu estilo, crença, gostos, cultura ou na mais superficial das hipóteses, um meio para agradar a mulherada. 
Hoje as coisas estão bem diferentes, e a barba se tornou algo muito ligado ao estilo, e já é quase impossível fazer associação de barbas com classes sociais. A barba acabou virando febre, e quem não tem quer ter e quem tem não quer tirar.  Virou uma verdadeira paixão nacional, e acabou virando também livro (100 Beards, 100 days).
Cuidados novos no século XXI surgiram e um dos mais utilizados hoje é a depilação a laser


By Adriano Alonso Dias

Redes Sociais

RTBG Boys Nº 1

Lançamento da RTBG Nº 2 Será lançado em Janeiro de 2017

RTBG Girls Nº 7

RTBG | S.C | A Saga

Top 10

Ser Diferente. Ainda é um Caus?

Sexo & Sexualidade

O MUNDO VÊ RTBG | BOYS

Ocorreu um erro neste gadget

Caus?

Ficar juntinhos...

Especial Rock

Boys | Volta às aulas!

GIRLS

Tipos de Beijo

HUUUUuuuuu!

“Excelência e Qualidade Brasil 2013”

“Excelência e Qualidade Brasil 2013”
O GWC foi pré indicado à receber a Comenda da "Medalha Honra ao Mérito", Troféu Excelência e Qualidade Brasil 2013 e Placa Personalizada em Aço Inoxidável. Tal honraria que será concedida às pessoas que se destacaram em suas respectivas áreas de atuação e destina-se a homenagear Personalidades, Organizações e Empresários e Autoridades Civis e Militares de grande relevância para o Estado de São Paulo e o Brasil. “Excelência e Qualidade Brasil 2013”